Operação “O Gângster” detêm suspeitos de tráfico e apreende drogas em Guaçuí, Cachoeiro, Alegre e São José do Calçado

Foto: Divulgação.

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Sul) e da Promotoria de Justiça de São José do Calçado, deflagrou hoje (22) a operação “O Gângster”, com o objetivo de desarticular o tráfico de entorpecentes e associações de pessoas voltadas para o tráfico.

Ao todo sete pessoas foram detidas por mandado de prisão temporária, além de outras oito conduzidas as delegacias para autuação em flagrante ou averiguações.

Durante a operação foram apreendidos meio quilo de crack e 155 pedras da mesma substância, quatro quilos de maconha e 12 buchas da mesma substância, meio quilo de cocaína e 96 pinos da mesma substância, um revólver calibre 38, dez munições de calibres diversos, 13 frascos de Loló, mais de R$ 7 mil em dinheiro, dois socos inglês, duas balanças de precisão, dois binóculos e duas roupas camufladas.

A ação contou com o apoio do 3º Batalhão de Polícia Militar, do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES, do Comando de Polícia Ostensiva Sul (CPO SUL) e  do  Comando de Polícia Ostensiva Especializado (CPOE)

De acordo com o MPES a operação consistiu, inicialmente, no cumprimento de dez mandados de prisão temporária e 21 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo de São José do Calçado. Os mandados foram cumpridos nas cidades de São José do Calçado, Guaçuí, Alegre e Cachoeiro de Itapemirim.

Participam da operação promotores de Justiça do Gaeco-Sul e da Promotoria de Justiça São José do Calçado, 168 policiais militares do Sul do Estado e quatro cães farejadores da PM.

Todo material apreendido e os detidos foram encaminhados as delegacias de locais.

Siga, Curta e Compartilhe:
error