Jovem com vida de ostentação é detido em Bom Jesus do Itabapoana suspeito de aplicar golpes pela internet

Foto: Divulgação.

O desfecho da operação de combate a fraudes na venda de veículos por sites de internet resultou na detenção de R. J. de O. F., de 33 anos, em Bom Jesus do Itabapoana. Após investigações da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC) de Linhares, com apoio da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), da Delegacia de Bom Jesus do Norte e de Bom Jesus do Itabapoana, o jovem que mantinha uma vida de ostentação foi apontado como golpista no mercado de venda de automóveis.

Segundo a Polícia Civil, a investigação teve início quando uma vítima, moradora de Linhares, negociou por um site, a compra de um automóvel Toyota SW4, avaliada em R$ 180.000,00.

Após a compra, o golpista, que usava o nome de “Ricardo”, levou o veículo até Linhares, no dia 19 deste mês. Porém, dias após a compra, a vítima descobriu que o veículo comprado era, na verdade, um automóvel roubado no Rio e Janeiro que havia sido clonado.


Ainda de acordo com a PC, o juiz da 3ª Vara Criminal de Linhares decretou a prisão preventiva de R., bem como a busca e apreensão em seu imóvel, situado em Bom Jesus de Itabapoana e de um possível cúmplica, morador de Bom Jesus do Norte.
Os mandados foram cumpridos, resultando na detenção do suspeito e na apreensão de aproximadamente R$ 90 mil em espécie, um veículo Range Rover, avaliado em R$ 100 mil, e uma motocicleta Honda CBR 1000 RR, avaliada em R$ 49 mil. Além disso, R. teve todas as suas contas bancárias bloqueadas. Não sendo informado os valores de cada uma delas.
O suspeito foi encaminhado para a Delegacia Regional de Linhares e em seguida ao Presídio Regional de Linhares (PRL).

R. poderá responder pelos crimes de estelionato, adulteração de veículos automotores e falsificação de documentos. Juntas, as penas podem somar 17 anos de reclusão.

Outro golpe
Segundo a Polícia Civil, R. também é investigado pela DEIC de Guarapari por aplicar um mesmo golpe, em dezembro do ano passado.

O suspeito teria vendido um Toyota Corolla por R$ 91 mil como se fosse um automóvel regular, mas que também era clonado e produto de roubo no Rio de Janeiro.
A Polícia Civil solicita que outras possíveis vítimas procurem as delegacias de seus municípios e denunciem os golpes praticados pelo suspeito.

Siga, Curta e Compartilhe:
error