Em “acerto de contas” menor erra alvo e acerta jogador do Olympico de Bom Jesus após partida em Guaçuí

Foto: Divulgação.

Um menino de 14 anos, jogador do Olympico de Bom Jesus, foi baleado no peito, neste sábado (3), próximo ao Estádio Municipal Francisco Lacerda de Aguiar, no centro de Guaçuí. O garoto havia acabado de disputar a final da Copa Guaçuí de Futebol Infantil, contra o time de Guaçuí. O autor do disparo, um adolescente de 17 anos, foi apreendido na casa de uma tia, depois de uma busca intensa da Polícia Militar, que contou com o apoio da equipe de Força Tática do Batalhão de Alegre.

Segundo a PM, a vítima não tem nenhum envolvimento com algo ilícito e não conhecia o suspeito. A bala que o atingiu não era para ele. Testemunhas contaram à Polícia que o autor do disparo queria acertar uma outra pessoa que também passava pelo local. Após o disparo o menor fugiu.

Enquanto isso, a vítima foi socorrida pela ambulância do Pronto Atendimento local. Em seguida, ele precisou ser encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia, onde foi submetido a uma cirurgia e passa bem.

Por volta das 18h30, os militares da Força Tática da Polícia Militar localizaram o menor no bairro Palmeiras. O pai do menino chegou a afirmar que o filho não estava ali, mas com a colaboração da avó do rapaz, os militares o encontraram dentro da casa de sua tia.

Ainda de acordo com a PM, o menor afirmou que efetuou o disparo de um revolver calibre .22 e que queria atingir um morador do bairro Roberto Mendes. A arma foi jogada no rio, próximo ao local do crime.

Segundo o suspeito, seria um “acerto de contas” entre eles. Mas o menor errou o alvo e atingiu o jogador.

Este menor, autor do disparo, foi vítima de uma tentativa no dia 22 de outubro do ano passado. Na ocasião, ele levou um tiro na cabeça e a munição ficou alojada. E no dia 3 de fevereiro deste ano ele foi apreendido com uma arma de fogo.

Diante dos fatos, os militares conduziram o menor, acompanhado de seu pai, à Delegacia Regional de Alegre.

O delegado de plantão confeccionou um Auto de Apreensão do adolescente infrator, que será apresentado ao Ministério Público amanhã (4) para ser avaliada a internação (ou não) do menor. O adolescente completará 18 anos no dia 8 deste mês, daqui a cinco dias.

Nas redes sociais a mãe da vítima agradece a todos que se preocuparam e oraram por seu filho. Ela também conta como tudo aconteceu. “Viemos disputar a final de um campeonato, acabou o jogo e fomos em uma padaria lanchar. Ele* saiu antes da padaria pra assistir o próximo jogo e estava tendo briga perto do campo, ele estava passando na hora e a bala acertou nele. Não era pra ele mais acertou nele. Estou passando pra agradecer a cada oração de vocês e dizer que meu filho teve um grande livramento. Nosso Deus não nos desampara em momento algum. A partir de hoje vamos comemorar dois aniversários dele, no dia 02/06 e no dia 03/08”.

*O nome da vítima será preservado.

Nota da Prefeitura de Guaçuí

Em nota, a Prefeitura de Guaçuí lamenta o fato que aconteceu com um menino e atleta, que foi recebido para uma competição esportiva que vinha sendo realizada há meses, e na qual sempre todas as equipes foram bem recebidas.

Ainda segundo a nota, “diante do ocorrido, a equipe do setor de esportes acompanhou de perto o atendimento médico que foi exemplar no Pronto Atendimento e na Santa Casa de Guaçuí. E a própria prefeita, Vera Costa, esteve com a família do menino e se colocou – e à toda equipe – à disposição, agradecendo a Deus por ele estar fora de perigo e rezando por seu pronto restabelecimento”.

O menino recebeu uma camisa 8 do time de Guaçuí, que ficou emocionado.

Siga, Curta e Compartilhe:
error