Caso Jane Cherubim: Imagens mostram participação de pai e irmão de agressor

Foto: Divulgação PCES

Durante as investigações da tentativa de feminicídio contra Jane Cherubim, a Polícia Civil encontrou imagens onde é possível comprovar que o pai, J. H. do A., 58 anos, e o irmão de Jonas Amaral, o ajudaram a fugir do local do crime.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Ricarte Teixeira, não há dúvidas que os dois deram fuga para Jonas e alteraram a cena do crime. “Temos filmagens de toda a ação. Dentro de algumas horas deve sair o pedido de prisão temporária do pai e do irmão de Jonas”, declarou o delegado.

Ainda de acordo com a PC, o pai do suspeito estava junto dos irmãos de Jane quando a moça foi encontrada, espancada e desmaiada, em uma estrada de Pedra Menina.

Neste momento o agressor ainda estava no local, porém escondido no meio do mato. Ele permaneceu oculto enquanto os irmãos de Jane a colocaram no carro e a levaram para o hospital de Espera Feliz.

O pai dele ficou no local para levar o carro do filho, um Gol cinza escuro, que estava há poucos metros de onde a vítima havia sido encontrada. Foi então que o agressor apareceu para o pai. Os dois entraram no carro e seguiram sentido Espera Feliz. Em uma das imagens (congelada), às 5h57, é possível ver o pai e o agressor dentro do Gol cinza escuro.

Em algum trecho da estrada, Jonas saiu do caro. Pouco depois, o pai dele foi abordado por policiais e informado que o veículo não poderia ter saído do local do crime. O carro foi levado novamente para Pedra Menina.

Contudo, horas mais tarde, o pai e o irmão de Jonas retiraram novamente o veículo do lugar onde Jane havia sido encontrada. Alterando assim a cena do crime.

As filmagens serão encaminhadas para perícia, onde será confirmada as identidades dos envolvidos.

Veja o trecho das imagens onde foi possível identificar o agressor fugindo com o pai:

Imagens: PCES.

Leia mais sobre o caso:

Mulher é brutalmente agredida por namorado em Dores do Rio Preto

Namorado de mulher espancada em Pedra Menina tem prisão decretada

Siga, Curta e Compartilhe:
error