Bombeiros de Guaçuí registram 64 incêndios em vegetação nos últimos 45 dias

O Corpo de Bombeiros de Guaçuí registrou 64 ocorrências de incêndio em vegetação na região, nos últimos 45 dias. Segundo o comandante tenente Guilherme Boechat, deste total, 36 ocorrências foram atendidas e 27 foram canceladas por falta de recursos.

Apesar da chuva neste fim de semana, o risco de novos incêndios ainda é alarmante. Por esse motivo, os bombeiros pedem atenção especial da população e dão dicas para prevenir novos focos.

A principal dica à população é para que tenham atenção especial com o trato do lixo. Não queimando queimando resíduos em terrenos baldios, porque podem propagar as chamas para outros locais. Os bombeiros recomendam a não descartar o lixo em lugares de vegetação, principalmente objetos de alta inflamabilidade.

Foto: Ilustrativa.

Quanto aos viajantes, o principal cuidado a ser tomado se refere ao descarte de cigarros. O comandante da Cia de Guaçuí, tenente Guilherme Boechat, explica que, devido a baixa umidade no período da seca, a vegetação se incendeia com muita facilidade.

Então, o simples fato de jogar pontas de cigarro pela janela do carro, pode causar danos irreparáveis. “Incêndios florestais provocados pelo homem matam animais, destroem a vegetação, poluem cursos d’água, enfraquecem o solo e causam erosões. A fumaça também pode causar acidentes nas estradas e agravar problemas respiratórios”, destaca o comandante.

Foto: Ilustrativa.

Para quem pratica ecoturismo, os bombeiros alertam para o risco de incêndios causados por fogueiras e lixo espalhado pelas matas. Para que isso não ocorra o ideal é não acender fogueiras e velas próximas a áreas verdes. Acender apenas depois de limpar a região, capinando a vegetação até chegar à terra.

E ao terminar, certifique-se que as brasas estão apagadas e resfriadas. Se possível, enterre o material combustível que sobrou. “É importante ressaltar o que está previsto em lei, que provocar incêndio em mata ou floresta é crime, com pena de reclusão”, enfatiza Boechat.

A realização de queimadas em vegetação para limpeza de terrenos é proibida em tempos de estiagem. Elas só podem ser feitas com autorização do órgão ambiental responsável e, mesmo assim, devem ser tomadas precauções.

Uma delas é fazer aceiro (espaçamento sem cobertura vegetal ou desbastado em volta das matas), para evitar a propagação das chamas. A extensão do aceiro deve ter pelo menos o dobro da vegetação mais alta da área a ser queimada.

Siga, Curta e Compartilhe:
error