Ninho do Urubu: Sobrevivente volta a usar máscara de oxigênio

Após ser retirado da ventilação mecânica, o paciente Jhonata Cruz Ventura, de 15 anos, voltou a precisar do auxílio de máscara de oxigênio. Segundo boletim médico do Hospital Municipal Pedro II, onde ele permanece internado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), o adolescente está acordado, atende a comandos simples ao exame clínico e está hemodinamicamente estável. 

A ventilação mecânica do atleta foi retirada ontem. Jhonata ficou gravemente ferido no incêndio no Centro de Treinamento George Helal, do Flamengo, o Ninho do Urubu, na zona oeste do Rio, há uma semana. Ele é um dos três sobreviventes.

Na tragédia, dez atletas da categoria de base do clube, entre 14 e 16 anos, que dormiam no alojamento, morreram. Os sobreviventes tiveram queimaduras graves e problemas respiratórios. 

Fãs prestam homenagem aos jogadores vítimas da tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu.

Fãs prestam homenagem aos jogadores vítimas da tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu. – Tomaz Silva/Agência Brasil

Segundo o boletim médico, as queimaduras de Jhonata estão “respondendo bem aos curativos”, mas ele apresentou “sinais de possível infecção local” no dorso e no ombro direito, além de piora dos exames laboratoriais. Com isso, Jhonata começou a receber tratamento com antibiótico. 

Outros dois atletas precisaram ser internados depois da tragédia. Francisco Dyogo teve alta médica e deixou hoje (15) o Hospital Vitória, no Rio de Janeiro. Já que Cauan Emanuel havia deixado o hospital no último dia 11.

 

Agência Brasil
Autor: Akemi Nitahara / Repórter da Agência Brasil

Siga, Curta e Compartilhe:
error