Cidades da região serrana do Rio entram em estágio de atenção

A chuva intensa que causou danos na cidade do Rio durante a noite de ontem (6) e a madrugada de hoje (7) atingiu também as cidades de Petrópolis e Nova Friburgo, na região serrana, que entraram em estágio de atenção.

Em Petrópolis, um trecho da Rua Edgar Assunção, no bairro Independência, afundou e parte da via foi interditada. Os técnicos da Defesa Civil avaliam a necessidade de interdição de três imóveis no local. O maior acumulado de chuva nas últimas 24 horas na cidade foi de 33 milímetros.

Nova Friburgo também está em estágio de atenção. A Defesa Civil do município recomendou que os moradores de áreas de riscos procurem lugares seguros para se abrigarem. As sirenes de alerta – que indicam a real necessidade de evacuação – ainda não foram acionadas, mas a previsão de chuva contínua para as próximas horas pode fazer com que os acumulados de água subam. Seis residências foram interditadas, mas não foram registradas ocorrências no município.

Com a previsão de mais chuva fortes, a instrução é que os moradores de áreas de risco fiquem atentos às mensagens por SMS da Defesa Civil e às sirenes, que podem ser acionadas em caso de risco de deslizamentos.

Costa Verde

Além da região serrana, municípios da Costa Verde foram afetados pelo temporal que começou na segunda-feira (7). A cidade de Angra dos Reis permanece em estado de alarme – o mais grave entre os três estágios. As sirenes foram acionadas mais três vezes, com aviso de retirada nos bairros de Belém, Gamboa do Belém e Praia do Abraão, na Ilha Grande. Ao todo, 38 bairros estão com aviso de evacuação.

A Defesa Civil de Angra registrou o índice pluviométrico de 262 milímetros em 96 horas. Para os moradores retornarem para casa, é preciso que o nível seja inferior a 100 milímetros por 24 horas. Não há ocorrências graves no local e as equipes trabalham para retirar árvores caídas e reestabelecer redes elétricas que foram danificadas.

Ontem pela manhã, engenheiros fizeram perícias para avaliar a possibilidade de retirada do estado de alarme, o que não foi possível em razão da continuidade das chuvas e dos solos encharcados. A Defesa Civil pede que os moradores sigam as orientações das sirenes e procurem pontos de apoio.

A cidade de Paraty está em estágio de alerta. Até o momento, nenhuma ocorrência grave foi registrada. Houve apenas um alagamento ontem, no bairro Patrimônio, que já foi contido. Equipes da Defesa Civil de Paraty foram encaminhadas para Angra dos Reis para ajudar nas operações.

Mangaratiba, também na Costa Verde, está em estado de emergência desde a tarde de segunda-feira (4). Com risco de deslizamentos, as sirenes de alerta foram acionadas pelo menos 204 vezes para avisar aos moradores para se abrigarem nos pontos de apoio distribuídos em diversos bairros. As aulas da rede municipal também estão suspensas até segunda-feira (11), já que muitas escolas estão sendo usadas como abrigo.

*Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

Agência Brasil
Autor: Jéssica Antunes* – Estagiária da Agência Brasil

Siga, Curta e Compartilhe:
error