Prefeito e Secretário de Saúde é notificado pelo MPES para restabelecer atendimento médico em Alegre

Foto: Ilustrativa.

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Alegre, expediu nesta terça-feira (1) Notificação Recomendatória ao prefeito e ao secretário municipal de Saúde para restabelecer a oferta de atendimentos de especialidades médicas no município. O MPES sustenta que o serviço está suspenso desde o dia 3 de julho de 2019, provocando transtornos à população. O não atendimento da notificação recomendatória evidenciará a prática de ato de improbidade administrativa.

De acordo com a notificação recomendatória, a prestadora de serviço que realiza consultas de especialidades médicas em Alegre, por meio de consórcio público, suspendeu os atendimentos no município devido a atrasos no pagamento. Com isso, o serviço de atendimento médico de especialidades está suspenso.

O MPES recomenda ao prefeito, José Guilherme Gonçalves Aguilar, e ao secretário municipal de Saúde que a quantidade de consultas médicas seja restabelecida, por meio de convênio com consórcio público ou diretamente por seus servidores, no prazo de dez dias.

A notificação prevê que sejam disponibilizados atendimentos médicos de atenção básica e de média complexidade, das seguintes especialidades: pediatra, ginecologia, clínica em hiperdia, clínica-geral, cirurgião-geral, dermatologia, cardiologia, ortopedia, gastroenterologia, urologia e psiquiatria.

A reportagem da 90.5FM entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Alegre contudo, não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Siga, Curta e Compartilhe:
error