Operação Ouro Velho: Advogados de defesa afirmam que denúncias são falsas

Os advogados de defesa de cinco dos sete suspeitos, detidos nesta quinta-feira (16) durante a deflagração da operação Ouro Velho, emitiram uma nota de esclarecimento nesta sexta-feira (17)

Em nota, os advogados Aurélio Fábio Nogueira da Silva, Weliton José Jufo e Andressa Rieda Reis Ribeiro, declaram que os fatos apresentados na denúncia não são verídicos.

De acordo com os advogados, toda a realidade será comprovada na instrução criminal.

A instrução criminal é uma das fases do procedimento penal na qual se produzem as provas tendentes ao julgamento final do processo.

Para a defesa, a prisão de seus clientes é arbitrária. “A defesa entende ainda que a prisão preventiva dos réus é desnecessária, arbitrária e imotivada, pois em análise preliminar na denúncia temos uma visão da falta de individualização de condutas a cada réu, violando assim, princípios constitucionais como a presunção da inocência e o devido processo legal”, diz a nota.

Ainda segundo a nota, os réus a todo o momento se comprometem a estarem colaborando com a Justiça para apresentar todos os fatos verdadeiros, dois quais, provarão sua inocência, sendo desnecessário manter os suspeitos detidos.

Leia mais sobre a Operação Ouro Velho:

Operação Ouro Velho: MPES cumpre mandados em Guaçuí e Alegre

Siga, Curta e Compartilhe:
error