Número de pessoas empregadas no agronegócio aumentou em 2018

Foto: Wenderson Araujo/Trilux

Um estudo sobre mercado de trabalho, realizado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), aponta que o número de pessoas empregadas no agronegócio aumentou 11,2% entre 2012 e 2018, totalizando 1,7 milhão no ano passado.

Segundo pesquisadores, 27,51% dos postos de trabalhos formais e informais existentes no Centro-Oeste em 2018 estavam relacionados ao agronegócio. Ao analisar a participação por estados, este percentual é ainda maior, chegando a 33,68% em Mato Grosso, a 30,55% em Mato Grosso do Sul e a 23,6% em Goiás.

Justamente por responder por quase um terço do total de ocupados no Centro-Oeste, o agronegócio gerou R$ 3,65 bilhões do total de R$ 13,19 bilhões recebidos em salários na região. Assim, o setor representou 27,66% de toda a massa de rendimentos gerada pelo trabalho em 2018.

Desse total, apenas uma parcela é gasta com bens e serviços produzidos por atividades relacionadas ao agro, como alimentos, fibras e energia. O restante é dividido em outros fatores essenciais, como habitação, serviços de saúde e educação, transporte e aquisição de bens duráveis.
Fonte: Café Point

Siga, Curta e Compartilhe: