“Não engula o choro”: Campanha começa nesta segunda (26) em Guaçuí

Foto: Ilustrativa.

Diante do crescente número de denúncias sobre crianças e adolescentes sendo vítimas de abuso e exploração sexual, em Guaçuí, conforme dados dos órgãos responsáveis, como o Conselho Tutelar, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) está iniciando a campanha “Não engula o choro”. A ação vai ser realizada em escolas do município, começando nesta segunda-feira (26), pela Escola Municipal Isaura Marques da Silva (Caic).

Como explica a coordenadora do Creas, Célia Francisquini da Silva, a campanha vai levar várias atividades para as escolas municipais, como palestras, teatro lúdico e dinâmicas que serão ministradas para os alunos. “Além disso, será colocada uma caixa temática que ficará na escola, pelo período de dois meses, onde alunos, professores, equipe técnica e de apoio poderão depositar suas denúncias”, explica.

Depois do lançamento, nesta segunda-feira, a campanha também será iniciada nas escolas municipais Guiomar Soares de Azevedo, no distrito de São Miguel, na terça-feira (27), e José Antônio de Carvalho, no distrito de São Tiago, na quarta (28). Depois será lançada na Escola Municipal Elvira Bruzzi, no distrito de São Pedro de Rates, no dia 10 de setembro. Outras datas devem ser marcadas para as demais escolas.

Depois do lançamento, nesta segunda-feira, a campanha também será iniciada em outras escolas municipais

Essa iniciativa começou a ser preparada em maio do ano passado, quando a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos, Trabalho e Renda (Semasdh), por meio do Creas, junto com o Conselho Tutelar de Guaçuí, realizou palestras para profissionais da educação da rede municipal, visando também o combate ao abuso sexual e qual a melhor maneira de agir nas situações que se apresentam nas instituições de ensino. E uma das sugestões dada pelo Creas e Conselho Tutelar foi justamente a colocação da caixa temática “Não engula o choro” nas escolas.

Os órgãos envolvidos no combate a esse tipo de abuso colocam que, além da iniciativa de promover a ação nas instituições, todo cidadão pode dar sua colaboração denunciando qualquer caso de violência e abuso sexual. As denúncias podem ser feitas, de forma anônima, pelos telefones 100 e 181, assim como para o plantão do Conselho Tutelar de Guaçuí (28)99999-7208.

Siga, Curta e Compartilhe:
error