Guaçuí é primeira cidade do ES a garantir enterro digno a indigentes

Foto: Ilustrativa.

O município de Guaçuí sancionou recentemente o Projeto de Lei que garante a disponibilidade de vagas em cemitérios para enterros de cadáveres não reclamados por parentes ou responsáveis legais, considerados “indigentes”. O prazo máximo para o sepultamento é de 30 dias. A iniciativa é do presidente da Câmara Municipal, Ângelo Moreira.

Foto: Arquivo pessoal.

Segundo Ângelo, essa lei foi um “presente” do deputado estadual Danilo Bahiense. “Tive o prazer e o privilégio de abraçar e apresentar em nossa casa de leis, sendo aprovada por todos os vereadores e agora sancionada pela a prefeita. Parece simples, mas Guaçuí sai na frente e sendo exemplo através da nossa casa de leis. O primeiro município a ter essa lei no ES e talvez no Brasil, sendo nós os pioneiros em respeito ao ser humano”, destaca.

O vereador enfatiza que a criação deste Projeto de Lei não visa interesses políticos e sim a garantia da dignidade humana. “Lei essa nada politiqueira, até porque o ser humano beneficiado não vota mais, muito menos tem família. Mas damos dignidade ao ser humano”.

Ao comentar sobre o projeto, Danilo Bahiense conta que durante sua trajetória profissional como delegado viu de perto o drama dos Institutos Médicos, com superlotação de pessoas sem identificação.

A partir daí, o parlamentar teve a iniciativa de projetar a lei e encaminhar às 78 cidades do Estado. “As pessoas precisam ter um enterro digno. Então eu fiz um Projeto de Lei, mas não podia apresentar na Assembleia Legislativa porque é competência dos municípios. Sendo assim, encaminhamos isso a todos os municípios. E a Câmara de Guaçuí está saindo na frente”, destaca.

Siga, Curta e Compartilhe:
error