Frigorífico de Guaçuí inicia atividades com abate de dez bois por dia

Foto: Divulgação PMG.

A Unidade Frigorífica Regional Sul “Gregório Trigo Gil” – Frigorífico Caparaó –, localizada em Guaçuí, iniciou suas atividades a partir na manhã desta quinta-feira (21). A Gerência Regional do Idaf, em Cachoeiro de Itapemirim, liberou a unidade para o quantitativo máximo de 10 bovinos por dia.

O Idaf destacou, ainda, que os responsáveis pela administração do frigorífico devem observar todas as exigências estabelecidas pelo órgão, além da estrutura estar apta a funcionar dentro do que exigem as normas impostas pela legislação em questão. A inspeção é feita por empresa credenciada que envia um médico veterinário inspetor habilitado.

A prefeita de Guaçuí, Vera Costa, comemorou o início das atividades. “É um dia para comemorarmos, porque o início das atividades do frigorífico marca o começo de um novo tempo de crescimento na economia de nossa cidade e na região do Caparaó”, afirma.

A obra era esperada há anos e custou cerca de R$ 3 milhões, nessa última fase de sua conclusão. O recurso veio do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seag), com contrapartida do município. E depois foi realizado um processo para a concessão da gestão para a iniciativa privada.

Depois de três processos licitatórios, a empresa ganhadora realizou adequações nas instalações, o que provocou atraso no início das operações, para atender a solicitações do Idaf e Iema, mas ampliou a capacidade de abate para 120 bovinos por dia. Contudo depois disso, a empresa que havia assumido passou a gestão para um grupo de empresários que ainda precisaram passar por outras adequações até a liberação do Idaf que, apesar das mudanças, autorizou o abate de apenas 10 bovinos por dia.

Siga, Curta e Compartilhe:
error