Famílias e instituições de Guaçuí recebem alimentos da agricultura familiar

Foto: Divulgação PMG.

Produtores rurais de Guaçuí fizeram mais uma entrega por meio do Projeto de Compra Direta de Alimentos (CDA). Os agricultores são assistidos pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). Os alimentos produzidos por eles foram entregues a instituições e famílias selecionadas pela Prefeitura.

Os 15 agricultores que participam do CDA foram selecionados por chamada pública. Eles são assistidos pela equipe do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper de Guaçuí. “A equipe do escritório participa da elaboração do projeto do CDA, ajuda na mobilização dos agricultores familiares, presta assistência técnica não só na produção dos alimentos, mas também na comercialização. A equipe orienta na elaboração do projeto de venda e ajuda até na rotulagem adequada dos produtos”, disse a extensionista do Incaper em Guaçuí, Ana Paula Pereira de Castro.

A cesta entregue foi composta por diversos itens: café, feijão, farinha, banana prata, pão caseiro, limão, maracujá, manga, mandioca e couve. “Em conjunto com a Secretaria da Agricultura e a Secretaria de Assistência Social, fazemos reuniões com agricultores familiares, com as instituições e famílias contempladas com os produtos da agricultura familiar. A ideia é promovermos a valorização do que está sendo produzido no município e conseguirmos operacionalizar o CDA da forma mais eficiente possível. Em conjunto, buscamos caminhos para enfrentar as dificuldades que vão surgindo”, acrescentou Ana Paula Pereira de Castro.

As instituições beneficiadas foram: o Lar dos Idosos Frederico Ozanan e a Associação Beneficente Dias Melhores (ABDM). Também foram beneficiadas 60 famílias em situação de vulnerabilidade social do município.

“Projetos como este são essenciais para promovermos o fortalecimento da agricultura familiar, pois agricultores sentem segurança em produzir, a partir do momento que estão com contrato assinado, pois sabem que terão local certo para comercializar seus produtos. As famílias, assim como as instituições beneficiadas, têm acesso a alimentos frescos e produzidos com qualidade, promovendo segurança alimentar, afirmou a extensionista. 

E não é só isso: “o dinheiro circula no município, promovendo o desenvolvimento local. Por envolver segurança alimentar, fortalecimento da agricultura familiar, desenvolvimento rural consideramos gratificante trabalhar com esses programas, pois sabemos que geram frutos no presente e também para futuro, promovendo esperança para pessoas que vivem no campo e segurança alimentar para campo e para cidade”, disse.

Texto: Juliana Esteves, com informações da Prefeitura de Guaçuí

Siga, Curta e Compartilhe:
error