Ex-governador Gerson Camata é homenageado com nome em trecho da Segunda Ponte

O governador do Estado, Renato Casagrande, sancionou, na tarde desta quarta-feira (18), em solenidade no Palácio Anchieta, em Vitória, a Lei Ordinária nº 11.040/2019, que denomina Ponte Governador Gerson Camata o viaduto que dá acesso à Segunda Ponte, conhecido então como Viaduto do Príncipe. É uma homenagem ao ex-governador do Espírito Santo no período entre 1983 e 1986, morto em 2018. O trecho que homenageia Camata se estende de Vila Velha à alça de acesso à BR-262.

Para Casagrande, o ex-governador fez história e ficará sempre como referência para os capixabas. “Tomando a liberdade de dizer à Rita que os netos terão referências extraordinárias do avô. O Gerson era uma pessoa para cima, alegre. Estivemos em Marilândia na semana passada e vimos um vídeo que ele gravou no mesmo evento na edição do ano passado. Ele foi um grande construtor de rodovias em nosso Estado, mesmo governando por três anos e três meses”, lembrou.

O governador parabenizou a Assembleia Legislativa e o deputado Marcelo Santos, autor do projeto de lei aprovado, pela iniciativa. Segundo ele, o ato de sancionar a Lei tem todo merecimento. “Precisamos relembrar e deixar registrado este momento. Obrigado pela contribuição que foi dada pelo Gerson não somente como governador, mas também como senador”, exclamou Casagrande.

A viúva do ex-governador, a ex-deputada federal Rita Camata, também presente à solenidade, manifestou sua gratidão pela aprovação da lei e pela presença de todos. “É muito gratificante ouvir tantos testemunhos. São 270 dias de ausência e tem doído muito. Não tinha ideia de como seria difícil. Obrigado, Assembleia! Obrigado, Governador! Essa ligação da ponte que liga as cidades à Ilha de Vitória e que recebe o nome de Camata traduz um pouco do esforço que ele fez que foi ligar os municípios do interior à Capital”, disse, emocionada.

A chefe do cerimonial do Governo, Hilda Cabas, que também trabalhou com Camata, lembrou com carinho daquele período. “Para mim foi muito gratificante trabalhar com esse casal maravilhoso (Gerson e Rita Camata). Rita era uma menina quando chegou e tenho um carinho especial por ela e uma lembrança maravilhosa do governador Camata. Um homem que realmente marcou o Estado. Estou até hoje de coração partido com a sua ida”, afirmou.

Em relação à homenagem, o deputado Marcelo Santos também acrescentou: “Falar de Camata é falar só de coisa boa. Camata era uma figura muito engraçada. Mandou um telegrama para meu pai, Aloísio, dando os parabéns pela duplicação da BR-262. Foi tão engraçado que meu pai colocou em um outdoor. Nós sabemos da história do Camata, mas precisamos eternizá-la de alguma forma”, destacou.

Também estiveram presente na solenidade: o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sérgio Gama; o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso; o líder do Governo na Assembleia, Enivaldo dos Anjos; além dos deputados estaduais Adílson Espíndula, Hudson Leal, Coronel Alexandre Quintino, Emílio Mameri, Danilo Bahiense, Raquel Lessa, Dary Pagung, Torino Marques, Marcos Garcia e Alexandre Xambinho. Os secretários de Estado de Governo, Tyago Hoffman; da Casa Civil, David Diniz; da Casa Militar, coronel Aguiar; de Controle e Transparência, Edmar Camata; e de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, além do presidente do Prodest, Tasso Lugon.

Obras de Recuperação

Em agosto deste ano, o governador Renato Casagrande assinou a Ordem de Serviço para a recuperação do trecho. A empresa já iniciou a mobilização, com a montagem do canteiro de obras.

O projeto prevê serviços de recuperação e proteção das estruturas; remoção e instalação de guarda-corpo; substituição do revestimento asfáltico existente; novas sinalizações (horizontal e vertical); juntas de dilatação, recuperação, readequação dos dispositivos de drenagem existentes; e remanejamento de postes de iluminação pública. A parte em obras se estenderá por aproximadamente mil e quinhentos metros.

Quem foi Camata

Natural de Castelo, Gerson Camata começou a vida como jornalista e apresentador do Programa Ronda da Cidade, na Rádio Cidade de Vitória. Era formado em Ciências Econômicas, pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Começou a carreira política como vereador na Capital. Foi deputado estadual, deputado federal por dois mandatos, senador por três vezes e governador do Estado. Gerson era casado com Rita Camata e deixou dois filhos.

Siga, Curta e Compartilhe:
error