Câmara Municipal de Guaçuí suspende sessão desta segunda (27)

Foto: Divulgação.

A Câmara Municipal de Guaçuí suspendeu a reunião ordinária desta segunda-feira (27), em respeito ao vereador José Augusto, o Zé Crente, que perdeu seu filho, em um trágico acidente de moto, neste fim de semana. Guardando luto oficial de três dias, a sessão desta semana foi transferida para às 9 horas da próxima sexta-feira (31).

A sessão plenária de hoje seria a segunda reunião sob liderança do vereador Ângelo Moreira que assumiu, interinamente, a presidência da casa.

Diferentes entendimentos do regimento interno resultou em um debate caloroso entre os vereadores na última segunda-feira, quanto a necessidade de uma nova votação para presidente e a convocação de suplentes.

Com a deflagração das operações Carro de Boi e Ouro Velho a Câmara trabalha com déficit de dois vereadores.

Ângelo declarou, assim que se tornou presidente interino, que seguirá o que a justiça determina. Ele destacou que não houve condenação dos vereadores, Laudelino Neto (Laudinho) e Valmir Santiago, e que por esse motivo, não pode haver alteração no quadro de vereadores.

“Eu não vou chamar suplentes, não vou fazer novas eleições. Até porque, o presidente é o Laudinho ainda, de fato. Ele foi eleito, não foi caçado. E a gente respeita a Justiça. O que a Justiça falar pra mim eu vou seguir, eu vou fazer”, disse Ângelo.

Após a reunião da última semana, o presidente interino informou que irá procurar novamente a Justiça para se orientar. “Como disse, não posso errar. E os vereadores Wanderley, Marcos Góes e Zé Luiz estão no direito e dever deles. Respeito e entendo a posição deles. São vereadores como eu. Porém vou seguir o que a Justiça determina”, destacou.

Para o vereador Wanderley Moraes é preciso seguir o regimento interno. “Meu parecer é seguir o regimento. Se não for assim o que será das leis em uma casa que não cumpre sua própria”.

Outro vereador que levantou a questão no plenário, foi José Luiz Pirovani. Segundo o vereador, sua preocupação é quanto a vagância dos cargos, que pode prejudicar votações de projetos importantes, por falta de quórum.

“Não queremos fazer nada equivocado. Fiz solicitação para que presidente interino consultasse o juiz, para que não fique essa vagância. Para não haver problemas para a mesa diretora atual”, desta José Luiz,. Ele faz questão de esclarecer que não pretende se candidatar a presidente.

O jornalismo da 90.5fm não conseguiu falar com o vereador Marcos Góes.

É possível ter acesso ao regimento interno por meio do site da Câmara Municipal de Guaçuí.

Siga, Curta e Compartilhe:
error