Cafeicultores de Guaçuí vão a Iúna aprender sobre cafés especiais com segundo melhor produtor do País

Foto: Divulgação.

Com intuito de buscar referências para os cafeicultores do município de Guaçuí, a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semag) e o Incaper, sob a coordenação do chefe do escritório Maxwel Assis de Souza, organizaram uma missão técnica com produtores para conhecerem uma experiência na produção de cafés especiais. O grupo formado por 31 pessoas esteve na propriedade da família Vieira, em Iúna, onde as condições da propriedade são muito próximas da realidade guaçuiense.

A família mostrou o trabalho que vem sendo feito, onde Deneval, Rosa e os filhos não medem esforços para alcançar um café de elevada qualidade, com o principal objetivo de evitar que os filhos saíssem da zona rural em busca de desenvolvimento pessoal.

E com espírito empreendedor, Deneval viu, no seu sítio, potencial para produzir um bom café, com a valorização e remuneração justa que permitem o sustento da família, sem que seus filhos precisassem ir para a cidade.

Assim surgiu o Café Cordilheiras do Caparaó que já conquistou o 2º lugar entre os melhores cafés do Brasil, no Coffee of the year, na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte, no ano passado.

E o trabalho continua para se manter entre os melhores, em 2019 e nos próximos anos. “O importante é sempre estar entre os melhores cafés, observar qual é a tendência do mercado e se dedicar a fazer os cafés de acordo com o que o mercado quer”, afirma Deneval.

A experiência apresentada pelo produtor de Iúna deixou os agricultores de Guaçuí admirados e motivados a reproduzirem técnicas semelhantes no município. Contudo, como destaca Maxwel Assis, alguns produtores guaçuienses já estão seguindo esse caminho. “Já existem produtores buscando melhorar o processo de produção, especialmente, a etapa de pós-colheita, para conseguirem melhores resultados”, destaca o extensionista do Incaper.

“Essa experiência que conhecemos nos mostra que é a partir de trabalho, utilização das técnicas adequadas, busca de conhecimento, dedicação e persistência que se consegue produzir um bom café”, completa.

Siga, Curta e Compartilhe:
error