Alimentos impróprios para consumo são apreendidos em Iúna

Foto: Divulgação.

Quase duzentos quilos de carne bovina, embutidos e pescado foram destruídos em função do transporte em temperatura inadequada. Os alimentos, que deveriam ser transportados congelados, com temperatura interna variando entre 12°C negativos e 18°C negativos, encontravam-se entre 2ºC negativos e 4ºC. A ação foi realizada pela equipe de fiscalização do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), na última sexta-feira (08), em Pequiá, Iúna, região do Caparaó.

O subgerente de Fiscalização de Produtos de Origem Animal, Raoni Cezana Cipriano, explica que a presença dos produtos descongelados indica que a cadeia de frio não foi respeitada, não sendo possível garantir a segurança dos alimentos. “Com isso, a qualidade dos produtos ficou comprometida, pois a velocidade das reações químicas, bioquímicas e microbiológicas está diretamente relacionada à temperatura. Isso cria condições para que exista o desenvolvimento microbiano e o início da degradação do produto, portanto, com risco para o consumidor”, alertou Cipriano.

A cadeia de frio representa todo o processo de processamento dos produtos de origem animal, desde a elaboração, passando pelo armazenamento, até o transporte do produto, preservando todas as condições de refrigeração e garantindo a sua conservação, de acordo com as suas características iniciais.

A carga era proveniente de uma empresa distribuidora de Cariacica e seria comercializada em diferentes municípios do sul do Espírito Santo. Todo o material foi destruído em função das condições higiênico sanitária decorrentes do mal armazenamento e o responsável foi autuado.

Siga, Curta e Compartilhe:
error