Liberdade de médico traz esperança a familiares de investigados da operação Carro de Boi

Foto: Divulgação.

Depois do ex-provedor da Santa Casa, Renato Monteiro Pinho, e do médico, Waldir de Aguiar Filho, investigados na operação Carro de Boi, foi a vez de Jeovah Guimarães Tavares ser liberado, na noite desta sexta-feira (14). A decisão da Justiça trouxe esperança aos familiares dos outros oito suspeitos, que permanecem detidos.

“Que benção e que alívio meu Deus! Estamos confiantes que logo abraçaremos o nosso”, declarou um familiar.

O pai de outro investigado manifestou gratidão pela decisão do juiz. “Como pai também agradeço a Deus por esta descisão jurídica. E que também ilumine o caminho para que esta descisão se extenta aos outros que estão lá injustamente”.

Outro familiar avaliou como desnecessária as prisões. “Demorou mas estão corrigindo as prisões desnecessárias destes jovens médicos profissionais, cujos antecedentes não justificam a privação de liberdade por tanto tempo”.

Novos pedidos de liberdade serão julgados.

Leia mais:

MP realiza operação em Santa Casa de Guaçuí

Promotor fala sobre investigação na Santa Casa de Guaçuí

Santa Casa de Guaçuí fala das irregularidades e medidas tomadas

Siga, Curta e Compartilhe:
error