Você está aqui: Principal Cidades Crianças assistem destruição de mais de 400 gaiolas em Guaçuí

Crianças assistem destruição de mais de 400 gaiolas em Guaçuí

Na manhã desta quarta-feira (5), a Polícia Militar Ambiental, juntamente com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), destruíram 417 gaiolas e 27 armadilhas para pássaros, na Praça da Igreja Matriz, em Guaçuí.

A ação faz parte de um trabalho de educação ambiental, iniciado no mês de junho, pela Semmam, com o tema “Animais Silvestres: preservar é responsabilidade de todos”.

A iniciativa contou com a presença de 250 alunos, de idades entre 6 a 17 anos, da Escola Municipal São Geraldo, Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro e Programa AABB Comunidade. na região do Caparaó e é responsável direta pelas apreensões de pássaros silvestres mantidos em cativeiro de forma irregular

Durante a cerimônia de destruição, o secretário municipal de Meio Ambiente, Roberto Martins, lembrou as duas solturas de animais silvestres realizadas neste ano no município, totalizando 211 animais, em sua grande maioria aves, com o apoio do Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias), Ibama e Polícia Ambiental. Além da destruição de cerca de 200 gaiolas e armadilhas que abriu a semana do Meio Ambiente, no último mês de junho. “Hoje, estamos dando continuidade a esse fundamental trabalho de educação ambiental, quando envolvemos 250 jovens na destruição de mais de 400 gaiolas, chamando a atenção para esse crime, infelizmente, ainda tão praticado, que é capturar e manter animais silvestres em cativeiro”, enfatizou Martins.

O secretário também destacou que o tráfico de animais é a terceira maior atividade ilícita no mundo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e de armas e que, no Espírito Santo, existem 198 espécies em risco de extinção. Ele ainda pontuou que a região do Caparaó é local de grande trajeto do tráfico de animais. “Algumas espécies estão em risco crítico, como a onça pintada, e precisamos nos conscientizar que os animais são muito importantes para o equilíbrio ecológico”, finalizou. Ao final, as gaiolas foram destruídas por uma retroescavadeira sob o olhar atento e muitas palmas dos presentes.

O evento contou ainda com a presença de várias autoridades e personalidades, dentre o comandante da Polícia Ambiental na região do Caparaó, tenente Ailton Nunes.

Importante saber

Os pássaros na natureza se alimentam com larvas de lagartas, controlando a população de insetos na natureza que são prejudiciais às frutas, verduras e plantas em geral. Também auxiliam na polinização das plantas, disseminando sementes.

As aves são o termômetro da condição ambiental da região. Quando uma ave comum em determinada região aparece em outro lugar é o indício de que algo está errado. Pode ser que a região de origem esteja desmatada demais ou está acontecendo qualquer outra alteração ambiental que precisa ser pesquisada.

Compartilhar no Facebook

90.5 FMRádio 90.5 FM.

Sua melhor companhia. Entretenimento e informação garantidos 24 horas por dia.
Anuncie com a gente!
A maior audiência no sul do estado.

ENDEREÇO

Av Espírito Santo, 331 - Centro Guaçuí - ES - CEP: 29560-000 (28) 3553-1619 - Fax: (28) 3553-0308